Bate um medo só de pensar em ir ao dentista?

Calma! Siga nossas dicas e tudo dará certo

Milhares de pessoas morrem de medo só de ouvir falar que precisam ir ao dentista, mas esse medo pode ser muito perigoso. Para você ter uma ideia sobre o quanto o medo pode prejudicar sua saúde, uma pesquisa norueguesa, publicada na revista Community Dentistryand Oral Epidemiology, mostrou que pessoas que sofrem com o medo de ir ao dentista apresentam placas de tártaro, cáries, perda de dentes, patologias gengivais e abscessos claramente superiores à média.

Não se preocupe

O primeiro passo

para quem tem medo de ir ao dentista é manter em dia a prevenção, porque assim a pessoa irá ao dentista uma ou duas vezes no máximo por ano e provavelmente não fará tratamentos complexos, já que sua saúde bucal terá acompanhamento contínuo e tudo que surgir será feito no início de qualquer doença. Lembre-se sempre que quanto mais você demorar para ir ao dentista, mais complexos podem ser os tratamentos.

O segundo passo

é escolher um dentista de sua confiança. Se você não tem, pergunte a parentes e amigos. Pesquise também sobre o dentista escolhido e sua atuação, inclusive se ele é registrado no CRO da região. Depois de escolher, marque uma consulta de avaliação e converse com ele sobre seu medo e aproveite para tirar todas as suas dúvidas. Se você perceber que seu nervosismo não irá diminuir, peça ajuda ao dentista. Há dentistas que sugerem o uso de óxido nitroso, sedativos ou medicamentos antiansiedade, como alprazolam, para ajudá-lo a relaxar durante a consulta.

O terceiro passo

é ir com algum amigo ou parente no dia da consulta. Esse apoio garante mais confiança e sentimento de segurança, já que você não estará sozinho para enfrentar esse medo. Mas, preste atenção, convide aquela pessoa que dá força e evite pessoas que criticam e fazem piada sobre seu medo de ir ao dentista.

O quarto passo

já serve para quando você estiver sendo atendido. Uma boa maneira de enfrentar o medo durante a consulta é ouvir música. Em alguns consultórios há até uma música de fundo ou mesmo uma TV ligada em frente à cadeira do paciente. O ideal é que você, mesmo nervoso, tire seu foco sobre o que o dentista está fazendo em sua boca e passe a prestar atenção à música, à TV, enfim, o importante é que seu foco não esteja 100% nas mãos do dentista.

O quinto passo

é você começar a ter consciência de que tudo que está acontecendo durante a consulta servirá para você ter uma saúde bucal excelente e para deixar seu sorriso mais bonito. Pense que se você estava com uma dor de dente – e quem tem sabe como é – você não a terá mais e isso será um salto de qualidade em sua vida.

No final, você voltará a sorrir com a certeza de que pode enfrentar seus medos e garantir a saúde que deseja e necessita.
Bom recomeço para você. E lembre-se: tudo dará certo.

 

FALE COM A TOP ODONTO

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem

Digite este código de segurança no campo abaixo: captcha

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *