Cirurgia ortognática, uma forma de cuidar da saúde bucal e transformar a sua aparência.

Você já deve ter visto pessoas com queixos muito grandes ou pequenos e retraídos. Essas pessoas ou têm posicionamento incorreto da mandíbula ou problemas na arcada ou na mordida. Com a cirurgia ortognática é possível corrigir as deformidades da mandíbula, da arcada e da mordida e melhorar não apenas a saúde do paciente, mas a sua própria aparência.

correção no queixo

É comum que esse procedimento, também chamado de cirurgia maxilar ou cirurgia facial, seja feito em combinação com um tratamento ortodôntico, até porque ao mover mandíbula você move os dentes. Em muitos casos, o aparelho é colocado após a cirurgia com o objetivo de realinhar os dentes e a mordida.

Será que precisa fazer cirurgia?

Para saber se no seu caso há necessidade de intervenção cirúrgica, a pessoa deve procurar um especialista para a realização de um diagnóstico preciso. A avaliação deve ser feita por um ortodontista ou cirurgião maxilofacial; só eles podem avaliar o caso e decidir se há necessidade cirúrgica. É o especialista que também irá avaliar se os dentes do paciente precisam passar por um realinhamento com uso do aparelho ortodôntico. É importante atentar para o fato de que, dependendo do caso, o tratamento da mandíbula pode se feito simultaneamente com o uso do aparelho.

O tratamento de cirurgia deve durar entre 3 e 4 horas e pode-se operar de uma vez os dois maxilares. Para o procedimento, a pessoa deve ficar internada de 1 a 3 dias no hospital. O paciente recebe anestesia geral, e são feitas incisões por dentro da boca, deixando os ossos da mandíbula expostos. O cirurgião corrige a mandíbula cortando, removendo ou acrescentando osso até que elas fiquem posicionadas e estruturadas da forma correta. Após a correção, o especialista completa o processo fixando a mandíbula com auxílio de fios, chapas e parafusos.

Uso de medicamentos

Logo após a cirurgia, o paciente deve manter uma dieta líquida e só pode introduzir comida macia aos poucos. Ele também fará uso de medicamentos para dor e profilaxia com antibióticos prescritos. Esse processo de recuperação pode levar algumas semanas ou até um ano, dependendo do organismo de cada pessoa. O desinchaço também depende de cada pessoa, podendo variar de semanas até alguns meses. Atente para o fato de que, mesmo que pareça recuperado, o paciente não deve fazer exercícios pesados antes de completar um mês de operado.

Apesar de parecer algo bem difícil e complicado, a cirurgia é considerada, por muitos especialistas, mais rápida que a cirurgia do siso impactado. Além disso, os ganhos são surpreendentes, já que a pessoa passa a ter uma aparência mais equilibrada do rosto e uma melhora significativa tanto na fala quanto na saúde em geral.

Quem deve procurar o especialista para fazer a avaliação:

– Pessoas com queixos grandes demais ou muito pequenos;

– Pessoas que têm aparência desproporcional da face;

– Quem tem dor crônica na mandíbula;

– Quem tem problemas de mastigação, na mordida ou deglutição;

– Pessoas com problemas na fala;

– Quem tem mordida aberta por conta dos dentes de cima e de baixo não se encaixarem;

– Quem tem desgaste excessivo dos dentes;

– Pessoas que tem as maçãs do rosto afundadas;

– Quem tem problema com mandíbula desde que nasceu;

– Pessoas com queixos retraídos;

– Quem tem apnéia, pois a cirurgia aumenta a passagem de ar.

Se você apresenta uma dessas características, não perca tempo. Marque sua consulta para fazer uma avaliação. Quem sabe esteja na hora de você enfrentar esse desafio em nome de uma saúde melhor e uma aparência renovada.

 

 

FALE COM A TOP ODONTO

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem

Digite este código de segurança no campo abaixo: captcha

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *